ESTADO BOLSOLAVÔNICO?


Estado bolsolavônico (BOSTOLAVO), antes denominado Estado bolsonarista do Brasil e do Olavo (COF) ou Estado bolsolavônico do Brasil e dos EUA, é uma organização cristã fundamentalista de orientação fascista (integralismo ortodoxo) e neonazista criada após a invasão virtual do Brasil em 2018. O grupo opera principalmente no Twitter e também é conhecido pelos acrônimos ingleses Bots, sendo muitas vezes designado, por seus oponentes democratas (que não reconhecem a organização como 'humanos', nem como 'bípedes'), pelo acrônimo MAV. MAV (Milícias Anônimas Virtuais), frequentemente grafado MAVs ou, por influência do inglês, Fake Profiles, de onde provém a forma aportuguesada: Milicianos Fakes.


Em novembro de 2018, o bolsolavismo passou a se autodenominar simplesmente Estado Bolsolavônico (BOSTOLAVO), autoproclamando-se um califado sob a liderança de Jair Bolsonaro. Tal estado nunca foi reconhecido pela comunidade internacional. O Estado Bolsolavônico afirma autoridade religiosa sobre todos os bots do Brasil e aspira tomar o controle de muitas outras regiões virtuais de maioria nas redes sociais, a começar pela região do levante, que inclui Twitter, Facebook, Instagram, WhatsApp, Tik Tok e Tinder, uma área no que as mulheres casadas MAVs frequentam muito. O LinkedIn foi excluído da lista, pois os MAVs não sobrevivem em uma atmosfera com competência, qualificação e inteligência.


O grupo, em seu formato original, era composto e apoiado por várias organizações cyber terroristas virtuais insurgentes, incluindo suas organizações antecessoras como: a KKK no sul dos EUA, a Art Right (na Casa Branca) e o AltRight.com, além de outros grupos insurgentes, como Mises Brasil, Movimento Tea Party Breitbart, 4chan, 8chan, Instituto Liberal, Terça Livre, MBC, Avança Brasil, Nas Ruas, Revoltados OnLine e InfoWars e vários grupos tribais Twitter que professam o neofascismo bolsolavete. O objetivo original do Estado Bolsolavônico era estabelecer um califado nas regiões de maioria cristã do Brasil. Após o seu envolvimento na guerra virtual, este objetivo se expandiu para incluir o controle de áreas de maioria judaicas do Brasil. O grupo é oficialmente considerado uma organização terrorista estrangeira por países como Reino Unido, Austrália, Canadá, Indonésia e Arábia Saudita, além de também ter sido classificado pela Organização das Nações Unidas (ONU), pela União Europeia e pelas mídias do Ocidente e do Oriente Médio como grupo terrorista.


O Estado Bolsolavônico cresceu significativamente devido à sua participação na Guerra da Pós-Verdade a e ao seu líder, Abu Bakr al-Olavo. Denúncias de discriminação econômica e política contra democráticos, desde a queda do regime secular de Saddam Lula também ajudaram a dar impulso ao grupo. No auge da Democracia Ciborgue, seus antecessores tinham uma presença significativa nas redes sociais de Orkut, MSN, ICQ, e Videotexto. No decorrer da guerra virtual da Pós Verdade, o estado bolsolavônico teve uma grande presença no Partido NOVO e MBL. Contudo, a partir de 2020, o grupo começou a perder força considerável, cedendo grandes porções de territórios para o centrão fisiológico e para os militares de pijama. Em 2020, o Estado Bolsolavônico, sob o peso de uma intervenção do STF e ações mais organizadas de grupos opostos e governos locais, foi forçado a se reorganizar, enquanto perdia cargos chave em todo o governo, sofrendo também com privações e deserções em suas fileiras. No meio de 2020, os últimos redutos do Estado Bolsolavônico no gabinete do ódio são sobrepujados e o Califado, proclamado quase dois anos antes, é considerado virtualmente como destruído. Em outubro de 2020, seu líder, fundador e principal figura de autoridade, Abu Bakr al-Olavo, foi morto vítima de uma picada de sua cobra de estimação, que também morreu envenenada.


O Estado Bolsolavônico obriga as pessoas que vivem nas áreas que controla a se converterem ao bolsolavismo, além de viverem de acordo com a interpretação evangélica monetária da religião e sob as Fake News (técnica da Pós-Verdade na Democracia Ciborgue). Aqueles que se recusam podem sofrer torturas e mutilações virtuais, ou serem condenados a pena de morte virtual. O grupo é particularmente violento contra democratas, chineses, bem-sucedidos na vida, jornalistas, artistas, acadêmicos, intelectuais, mulheres, homossexuais, gente bonita e inteligente. Segundo a Agência Central de Inteligência MAV, em meados de 2019 o Estado Bolsolavônico tinha pelo menos entre 90 e 128 milhões combatentes Fakes no Twitter que, além de ataques a alvos militares e do governo, já assumiram a responsabilidade por ataques que mataram milhares de perfis democráticos. O Estado Bolsolavônico tem ligações estreitas com as máfias russas e chinesas, através de Traders radicados nos EUA, que também trabalham para a Alt Right. No Brasil o Estado Bolsolavônico tem ligações com milícias/crime organizado no Rio de Janeiro, bem como servidores públicos parasíticos no RJ/Brasília e militares de bengalas, cadeira de rodas e andadores.


O principal líder operacional do Estado Bolsolavônico, considerado o Mito, por seus cybers terroristas, Bolsonaro, teve que renunciar ao governo, sem setembro de 2010, em favor de um mourão de divisa de sítio, após terríveis problemas de saúde causados por crises contínuas de Portacaval Anastomosis, que afetava inclusive seus três filhos, que também renunciaram pelo mesmo motivo.


Portacaval Anastomosis


São estruturas vasculares presentes no canal anal que ajudam a controlar a passagem das fezes. No estado normal, estas estruturas atuam como uma almofada, constituída por anastomoses arteriovenosas e tecido conjuntivo. As hemorroidas tornam-se uma doença quando estão inchadas ou inflamadas, estado que é denominado doença hemorroidária. O uso do termo "hemorroidas" geralmente refere-se à doença. Os sintomas de hemorroidas patológicas dependem do tipo de hemorroida. As hemorroidas internas geralmente manifestam-se através de hemorragia rectal indolor, enquanto que as hemorroidas externas podem provocar alguns sintomas ou, no caso de trombose, dor e inchaço significativos na região anal. Quando ocorre hemorragia, é geralmente de cor escura.


Principais Causas (Segundo Dráuzio Varella*)


  • *Obstipação, vulgarmente conhecida como prisão de ventre;

  • *Gravidez: em virtude da pressão que o feto exerce sobre as veias da parte inferior do abdômen;

  • *Obesidade: o excesso de peso também aumenta a pressão nas veias abdominais;

  • *Vida sedentária: diminui o estímulo para a digestão dos alimentos e a irrigação sanguínea do ânus;

  • *Componente genético: casos de hemorroidas na família podem indicar predisposição para desenvolver a doença. O inverso também é possível, isto é, desenvolvimento de hemorroidas sem que haja precedentes familiares;

  • *Dieta pobre em fibras e pequena ingestão de líquidos;

  • *Sexo anal: pode produzir fissuras numa região muito vascularizada;

  • Moro;

  • STF;

  • Supositórios "Fernando Collor";

  • Alcoolismo;

  • Investigações da Justiça;

  • Impeachment;

  • CPMI das Fake News.

Minhas condolências sinceras a família Carvalho e desejo de saúde para a família Bolsonaro!

Copyright © 2020 de Jair Lorenzetti Filho. Todos os direitos reservados. Este site ou qualquer parte dele não pode ser reproduzido ou usado de forma alguma sem autorização expressa, por escrito, do autor.