GABINETES DA PÓS-VERDADE!


Em Brasília existe de fato um “Gabinete do Ódio”, mas este nome é um tanto reducionista para o que realmente está ocorrendo entre as quatro paredes lá.


Consiste fundamentalmente em um QG da Democracia Ciborgue, vinculado diretamente ao clã Bozo, no qual são utilizadas diversas ferramentas de Marketing Digital, onde redes sociais são constantemente acompanhadas, monitoradas e condensadas em relatórios sintéticos e analíticos de maneira bastante profissional.


Mas se engana que pensa que eles seriam tão estúpidos, ao ponto de, a partir do Palácio do Planalto, com mascaras, Tor, VPNs de o qualquer outra ilusão de anonimato que seja, trabalhar diretamente na disseminação da Pós-Verdade. Lá é uma central de inteligência de marketing digital onde é decidido O que, quem, onde, como e quando.


Mas seria tolice acreditar que a execução prática da guerra seria feita no comando central em uma hierarquia miliciana militar onde está o general, família e corriola.

Mesmo o preceptor auto exilado nos EUA (principalmente da justiça), deste cânon, não faz isso a partir de seu covil. Ele tem sem “homem santo” aqui no Brasil, que também é um de seus mistagogos, como arrais. Em algum grotão, aqui na terra do nunca, o Caronte possui uma casa cheia de computadores e eunucos, trabalhando outsourcing para o Loki dos EUA. Nesta abadia virtual da Democracia Ciborgue, funciona o QG sacrossanto da Pós-Verdade. De fato um dos terrores da efígie da Pós-Verdade, radicada nos EUA, é a Interpol, chegando à sua catacumba e apreendendo tudo, justamente por isso é que não fica lá.


Os gabinetes do ódio são virtuais espalhados em qualquer lugar que exista acesso à internet e, um diligente miliciano, hardware e software de marketing digital e semíviros de baixo custo trabalhando para o escarabeu. Tudo financiado dos empresários “Fakes”, através de empresas “Fakes” cuidando de milhares de perfis “Fakes”. Só o capital não é Fake, mas pode ser virtual no formato de Criptomoedas.


A utilização da tecnologia de marketing digital é fácil, barata e pode ser conectada por qualquer rola-bosta a qualquer rede social, exceto ao LinkedIn, onde a Pós-Verdade morre imediatamente com a atmosfera “venenosa” da realidade. Por exemplo, no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, provavelmente por “supremacia branca” residual europeia da segunda guerra, é onde se concentram a maioria das empresas camorras trabalhando para a Democracia Ciborgue, divulgando Pós-Verdades integralistas em forma de “Fake News”.


Também existem os: “voluntários”, pessoas que ficaram fofocando na estação enquanto trem do sucesso passava, ou estavam dormindo bêbados ou na missa em alguma igreja, quando o caminhão distribuindo cérebros passou. São aquelas pessoas que antes se restringiam a bares de esquina e cabelereiras ambos de vizinhanças, evacuando pela boca as fezes que preenchem suas cavidades cranianas. São os resignados, recalcados, fracassados, invejosos, arrivistas e lesados que foram preteridos intelectualmente da sociedade civilizada. Isso não importa a condição financeira. Estas pessoas apedeutas são mentes vazias, portanto oficina da Pós-Verdade. São recrutados em grupos “secretos”, se sentindo “importantes” neles e trabalham como milicianos para a Democracia Ciborgue. Em geral orientados pelos comandos centrais já mencionados ou até por milicianos profissionais. É um grupo pequeno e ruidoso, como qualquer asno a azzurar, ornear e relinchar.


Existem grupos menos virtuais comandados por mídias “Fakes”, igrejas “Fakes”, influenciadores “Fakes”, jornalistas “Fakes”, best sellers “Fakes”, movimentos sociais “Fakes” e tudo mais que possa ser falsificado, um tipo de cidade de Presidente Stroessner. Evidentemente que o objetivo de todos é o lucro e quem paga são os clientes idiotas, que sempre se separam de seu dinheiro rapidamente.


Existem alguns núcleos da Democracia Ciborgue, operando a Pós-Verdade e disparando as Fake News, a partir de gabinetes nos legislativos de estaduais e municipais espalhados por todo Brasil. Também existem núcleos operando a partir de empresas públicas. Estes serão os primeiros a serem identificados por absoluta incompetência.


Os estrategistas deste sofisticado sistema de Democracia Ciborgue com uso da Pós-Verdade são meia dúzia de intelectuais psicóticos e / ou monetizados pelo que há de pior na sociedade ocidental os supremacistas. Resumindo as Fake News são apenas as balas, a Pós-Verdade é a arma e a Democracia Ciborgue o atirador. E para eles Os Bolsonaro, o Olavo e toda a mancheia não passam de “latinos”, “afros”, “índios”, “asiáticos”, “mestiços” que estão sendo usados em um projeto de poder muito maior. Gente como esta turma da Bog-Right brasileira não passam de milicianos legionários de aluguel trabalhando enquanto são necessários para a Alt Right. Nada que Sarney, Collor, FHC, Lula e Dilma já não tenham feito antes, vendendo o futuro do Brasil para outros países, aliados a uma elite corrupta de cidadãos do mundo brasileiros. A única diferença entre eles é a matriz supremacista que não foi utilizada antes, mas economicamente são todos idênticos, salvo alguns tripés econômicos ortodoxos de curto período.


É um engano acreditar que se trata de uma seita com guru, muito longe disso, a melhor explicação para esse fenômeno é PETER DRUCKER: Veremos cada vez mais organizações funcionando como BANDA DE JAZZ na qual a liderança muda de acordo com as circunstâncias e é independente do posto de cada membro... Na verdade, a palavra “POSTO” deverá desaparecer do vocabulário do trabalho na nova era, a “ERA DO CONHECIMENTO”. É gestão empresarial e não seita. Só o marketing usa a seita, mas o modus operandi é totalmente empresarial, Business!


Quem comanda a sociedade são os estados, os bilionários e as grandes corporações internacionais estão por trás de esquerda, centro e direita às quais efetivamente não existem no mundo tridimensional. Apenas milho colocado em pontos diferentes para as galinhas brigarem. Enquanto vocês vivem no mundo 2D eles vivem no mundo 3D e se coisas como criogenia, clonagem, download de consciência e outras deixarem de ser ficção científica, eles logo estarão com um pé no 4D.


Não pensem que a Alt Right está lá apenas por conta dos investimentos de supremacistas economicamente decadentes, ORCRIMs russas, chinesas etc. Mas há no mínimo tolerância dos estados, grandes corporações e bilionários, salvo poucas exceções dentro do Liberalismo Verde e Sustentabilidade.


O comando está no Mercado de Capitais global, lá estão os comandantes e gurus deste grupo evangelista com valores medievos. A seita não é causa, é apenas consequência. Tratar os efeitos no âmbito semântico não resolve.


A Democracia Ciborgue e a Pós-Verdade precisam ser atacadas nos seus corações, o dinheiro!

Copyright © 2020 de Jair Lorenzetti Filho. Todos os direitos reservados. Este site ou qualquer parte dele não pode ser reproduzido ou usado de forma alguma sem autorização expressa, por escrito, do autor.