LIBERALISMO VERDE!

Atualizado: Jul 26

TEORIA


O Liberalismo Verde é a vertente do liberalismo que inclui, em sua concepção original, princípios e/ou ideologias que valorizam a preservação do meio ambiente juntamente ao trabalho de análise econômica. Em outras palavras, os defensores desta ideologia costumam não apenas adotar uma postura liberal diante de questões econômicas, mas também costumam adotar uma postura ecológica ao elaborar ideias ou soluções para determinadas questões econômicas, e também diante de questões sociais, favorecendo a ideia de desenvolvimento sustentável.

O Liberalismo Verde é laico, ou seja, é livre das influências de religiões sobre a vida intelectual e moral, sobre instituições e os serviços públicos. Reverencia apenas o conhecimento científico.

O liberalismo verde valoriza muito a integridade do planeta Terra como um todo, preocupando-se em deixá-lo preservado e íntegro para as futuras gerações, em um aspecto econômico e ambiental. O liberalismo verde propaga a ideia que o meio ambiente é um sistema em constante estado de fluxo e que possui uma inevitável convivência com o capitalismo, portanto, impossibilitando uma preservação totalmente eficaz. No entanto, este sistema procura minimizar os danos causados ​​pelas espécies humanas na natureza e ajudar na restauração de áreas degradadas, sempre tentando arranjar soluções para conciliar o liberalismo com o desenvolvimento sustentável, na medida do possível.

Em um aspecto político, os liberais verdes não se encontram em um local exatamente fixo do espectro político, podendo estar entre o liberalismo clássico (centro-direita) e o liberalismo social (centro-esquerda). Esta mobilidade é motivada pelo fato da presença de menos intervencionismo governamental do que no liberalismo social, mas em um grau maior do que no liberalismo clássico. No entanto, alguns dos defensores do liberalismo verde praticam o ambientalismo de livre-mercado, que guarda muitas semelhanças com o liberalismo clássico, e assim possibilitando a construção de laços políticos entre estas duas linhas de pensamento.

O historiador Conrad Russell, um membro da Câmara dos Lordes, dedicou um capítulo de seu livro A História da Liberdade Democrata ao tema do liberalismo verde, com uma série de estudos sobre o tema. O termo "liberalismo verde", no entanto, foi introduzido em estudos acadêmicos pelo filósofo político Marcel Wissenburg em seu livro Green Liberalism: The free and the green society, publicado em 1998.

O Partido Liberal do Canadá, sob a liderança de Stéphane Dion, colocou o meio ambiente como prioridade em sua agenda política, propondo sua série de reformas e regulamentações econômicas que possuem como base as ideologias liberalistas verdes, integrando um plano de reformas popularmente conhecido como Ecotax ou Green Shift.

Alguns Liberais Verdes:


· Jeff Bezos

· Bill Gates

· Warren Buffet

Está é minha bandeira atual e foi por esta razão que ingressei no Partido Verde Brasileiro.

Pessoalmente julgo direita e esquerda, principalmente no Brasil, uma grande embuste político binário-maniqueísta para arrebanhar “torcedores” que votam.

As ideias da autoproclamada direita brasileira são regressivo-conservadoras e o liberalismo praticado pela mesma é completamente obsoleto.

O mesmo ocorre com a esquerda brasileira, que vende uma fantasia econômica que nunca ocorreu no mundo real, com grandes ideais, mas sem nenhuma “práxis”.

Populistas de direita e esquerda, como Bolsonaro e Lula, são exatamente iguais política e economicamente. Também em seus “malfeitos”. A diferença é que um é “conservador nos costumes” e outro “um operário”, ambos com amigos, parceiros, parentes e empresários (capitalistas de compadrio ou de estado) todos muitos “satisfeitos” com ambos. São dois grandes “marqueteiros” pessoalmente. Tanto Lula, quanto Bolsonaro usaram bases do liberalismo social e liberalismo clássico em seus governos. Hoje ambos são homens muito ricos e cheios de fãs.

E para finalizar, quem vê o Partido Verde como um pequeno partido, ledo engano:

Partidos políticos americanos

Partido Verde (Argentina)

Partido Verde (Bolívia)

Partido Verde (Brasil)

Partido Verde (Canadá)

Partido Verde (Colômbia)

Partido Verde (Estados Unidos)

Partido Verde do Minnessota

Partido Verde Dominicano

Partido Verde Ecologista do México

Partido Verde Haitiano

Partidos políticos europeus

Partido Verde (Eslováquia)

Partido Verde (Geórgia)

Partido Verde (Irlanda)

Partido Verde (Noruega)

Partido Verde (Reino Unido)

Partido Verde (República Checa)

Partido Verde (Roménia)

Partido Verde (Suécia)

Partido Verde da Inglaterra e do País de Gales

Partido Verde Escocês

Partido Verde Europeu — partido político europeu

Partido Verde Letão

Partido Verde Liberal da Suíça

Outros partidos políticos

Partido Verde Civil — da Mongólia

Partido Verde da Somália

Partido Verde da Nova Zelândia

Partido Verde da Coreia

Está na hora das pessoas abandonarem o raciocínio político bidimensional (2D) e começar a raciocinar tridimensionalmente (3D) em política: Tanto direita, centro e esquerda têm em maior e menor percentual, alguma relevância na realidade desde que vistas de maneira holística.

“O espaço bidimensional é formado por duas dimensões, sendo plano em sua essência. Ele é apenas um ente ideal, pois no mundo real, qualquer superfície palpável é formada por pelo menos três dimensões.”

Nossa causa é planeta e a vida, tudo mais tem que ser feito em prol de ambos e não contra!




Copyright © 2020 de Jair Lorenzetti Filho. Todos os direitos reservados. Este site ou qualquer parte dele não pode ser reproduzido ou usado de forma alguma sem autorização expressa, por escrito, do autor.

Copyright © 2020 de Jair Lorenzetti Filho. Todos os direitos reservados. Este site ou qualquer parte dele não pode ser reproduzido ou usado de forma alguma sem autorização expressa, por escrito, do autor.