OS ALGORITMOS CENSORES, VINGATIVOS E PASSIONAIS DO TWITTER...

Eu sou perseguido por redes sociais como Twitter principalmente e Google, este em grau bem menor, desde que desvendei e passei a criticar o funcionamento dos mecanismos destas redes sociais publicamente.


Tanto é que duas reclamações que fiz contra as mesmas, junto ao PROCON – SP foram encaminhadas pelo próprio PROCON para processo administrativo.



A do Google foi encaminhada para processo administrativo, mesmo com a defesa, junto ao Procon SP, tendo sido feita pessoalmente pelo famoso advogado Yun Ki Lee e recebendo meu questionamento, baseado no conteúdo do Estocástico em seguida.


Já ao do Twitter nem teve resposta por parte da advogada do Twitter, creio que ainda a dona Regina, eles deixaram ir diretamente para processo administrativo.


Isso prova que há algo podre no reino das redes sociais.


No caso do Twitter a situação já remete a um caso de censura e perseguição política pessoal, pois eu tive a verificação de meu perfil negada pelo Twitter, no mesmo momento em que eles verificaram um partido político que nem ao menos é legalizado, portanto não existe para a lei, o Aliança pelo Brasil. E também verificou dois desconhecidos, que eu averiguei, que não possuíam seus nomes nem indexados pelo buscador do Google fora de tweets, tão diferenciados quanto os postes da Enel. Na época, o futuro “presidente do diretório municipal de São Paulo, do partido Patriota” inexpressivo de extrema direita e o “Garoto TikTok”. Duas “grandes personalidades brasileiras”.


Sobre este caso eu tenho tudo documentado na troca de e-mails com um ex-funcionário do Twitter Brasil, que hoje trabalha para o Google Brasil. Só não publicarei os “prints”, pois atualmente ele nem mais funcionário do Twitter e tem o direito ao esquecimento, coisa que o Google e Twitter não me dão.


Posteriormente minha conta de 2014 no Twitter, passou, sem aviso, a não ser mais elegível para promover anúncios sem nenhuma justificativa direta da razão pelo Twitter, apenas uma falácia normativa. Sendo que outra conta de novembro deste ano, que utiliza exatamente o mesmo telefone está qualificada. E um detalhe, desde 2014 eu nunca fiz um único anúncio com minha conta.



O detalhe da outra conta "anômima" (de novembro):



Além disso, num terceiro usuário "anônimo" (sem meu telefone e e-mail conhecidos pelo Twitter), o meu site Estocástico é automaticamente marcado como “possivelmente possuir conteúdo sensível”, mesmo sendo um site em acordo com a LPGD e adequado ao SEO e todas as normais internacionais e sem nenhum conteúdo sensível.



E não para por aí. Mesmo eu possuindo mais de 6300 seguidores, conseguidos a duras penas para não violar as passionais Regras do Twitter e políticas, pois quando eu seguia muitas pessoas por dia era “suspenso” por até uma semana, enquanto criminosos virtuais famosos como o Dex e o Deixa o Loen te Leitar, que cometeram diversos crimes previstos no código civil, contra meu nome, mesmo denunciados pessoalmente por mim, me identificando pessoalmente ao Twitter, nunca são penalizados nem os seus tweets criminosos apagados.


Além disso, meu alcance é sempre reduzido pelo Twitter.


Este é um post da minha conta formal com mais de 6300 seguidores:



Este é um post de minha conta anônima (com telefone e e-mail desconhecidos para o Twitter) com 20 seguidores todos anônimos com poucos seguidores e sem um único retweet:



Pergunto quais são os critérios, no caso interesses, dos algoritmos do Twitter na verificação de perfis, proibição de promoção de tweets, bloqueio de crescimento de seguidores, qualificar como sensível um site externo com conteúdo qualificado (inclusive monetizado pelo Google e Facebook), não penalizar e remover crimes de anônimos com meu nome e restringir o alcance da conta?


Isso se chama censura e perseguição, no mundo real!