SETE PECADOS CAPITAIS MAV

Como eu já publiquei diversas vezes em meu perfil: Ateu convicto, Liberal econômico, Progressista nos costumes, Ambientalista pró-sustentabilidade. É por essas razões que não me enquadro entre sectários de direita ou de esquerda. Não sou binário e os termos direita e esquerda são muito maniqueístas para me descreverem.

O fato de não ser fã de águas rasas, também é relevante em minha opção por ser Ateu convicto. Mas vou fazer um esforço para compreender um pouco de cristianismo, creio que ainda a maior facção religiosa do planeta e a dominante entre os “MAV” do Twitter.


A maioria dos “MAV” do Twitter se identifica como: cristãos, família, patriotas, conservadores seguindo a máxima “Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”. São arautos virtuais que consideram todos os perfis pagãos como inimigos a serem derrotados pela sua guerra santa.


E é claro, vêm às velhas hipocrisia e falácias “MAV” no pacote, já que para eles, vale até cometer os sete pecados capitais para destruir os infiéis.


Então vamos aos sete pecados capitais “MAV”.


De acordo com a tradição católica, os sete pecados capitais são: orgulho, inveja, avareza, ira, luxúria, gula e preguiça. Esses pecados não são listados como pecados capitais na Bíblia.


A lista dos sete pecados capitais foi formada por volta do século IV d.C. A tradição católica considera que os setes pecados capitais dão origem a todos os outros pecados. A Bíblia não diz isso mas concorda que são pecados e devem ser evitados.


Orgulho


Está ligada à vaidade e à soberba. Orgulho é quando alguém se acha superior, desprezando outras pessoas. Também é a falta de reconhecimento de nossa dependência de Deus. Orgulho é o oposto da humildade. A Bíblia diz que os orgulhosos serão humilhados, mas os humildes serão exaltados (2 Samuel 22:28).


Nem é preciso dizer que os “MAV” se acham superiores aos demais, desprezando, perseguindo, atacando e até tentando destruir os não bolsonaristas.


Inveja


Inveja é uma forma de cobiça. Quem tem inveja não se alegra quando outra pessoa recebe uma bênção, porque quer essa bênção só para si. A inveja é egoísta. A Bíblia nos avisa a não ter inveja, mas ficar contentes com o que temos e a nos alegrar com a alegria dos outros (Gálatas 5:26).


Os famosos que não se submetem aos “MAV” são atacados continuamente pela inveja destes, como atores, cantores, apresentadores e até empresas de mídia como a Rede Globo e o Jornal a Folha de São Paulo. Os “MAV” desejam que estes vão a falência abertamente.


Avareza


Avareza é um apego doentio às riquezas. A pessoa avarenta acumula riquezas, não gosta de gastar e não quer partilhar com ninguém. A avareza é o amor ao dinheiro. A Bíblia nos ensina a serem generosos, não muito apegados ao dinheiro (1 Timóteo 6:8-10).


Os “MAV”, principalmente os remunerados, estão enriquecendo a custa de seus seguidores servos, com os quais não compartilham a riqueza obtida, mesmo explorando o trabalho destes no Twitter.


Ira


Ira é ficar muito zangado, agindo de forma cruel ou violenta. Há coisas que nos deixam zangados e com razão, mas a ira cria uma reação errada. Quem é dominado pela ira odeia seu irmão e quer vingança, não conseguindo perdoar. A Bíblia nos ensina a dominar nossa raiva, vencendo o mal com o bem (Romanos 12:19).


Quanto a isto basta percorrer os tweets, comentários, memes, RTs e todas as ações “MAV” no Twitter e a forma cruel e até violenta que os “MAV” agem é um método comum. Cyberstalking, Cyberlullying, Doxing, Ameaças, Fraudes, Linchamentos e destruição de reputações são práticas do dia a

dia “MAV”.


Luxúria


Luxúria é o desejo por prazeres carnais errados. A pessoa dominada pela luxúria vive para os prazeres, sem exercer domínio próprio. A luxúria leva à imoralidade sexual, porque a pessoa não controla seus desejos. A Bíblia nos exorta a fugir da imoralidade sexual e a controlar nossos corpos (1 Coríntios 6:18).


Neste ponto a hipocrisia “MAV” supera todos os demais pecados capitais. Existem as musas “MAV”, que sensualizam fotos, vídeos e até “nudes” entre os homens “MAV” muitas vezes com a metade da idade destas. Adultérios, relações sugar daddy e sugar mammy, famílias desfeitas e todos os tipos de traições e praticas de poligamia possíveis ocorrem em determinados grupos de “MAV”. É interessante que estas práticas envolvem inclusive “MAV” dos mais famosos e agressivos do Twitter, inclusive alvo de investigações oficiais. É surpreendente o fato de outros “MAV” que realmente são conservadores, religiosos e família, permitirem esse subgrupo de pervertidos sexuais entre eles.


Gula


Gula é comer muito mais do que é preciso, só pela vontade de comer. Também está ligada à bebedeira e à falta de domínio próprio. O guloso só pensa no prazer de comer e maltrata seu próprio corpo. A Bíblia nos ensina a evitar bebedeiras e glutonaria e a respeitar nossos corpos.


Uma boa parte dos “MAV” que eu conheci quando estava nos grupos deles eram gordos, gostavam de comer realmente, mas esse parece ser um problema de saúde que afeta muito mais gente que os “MAV”. Porém muitos deles eram ébrios e usavam o Twitter até bêbados, o que soltava as suas amarras morais e éticas totalmente. Inclusive alguns subgrupos “MAV”, relacionados a Luxuria, fazia muito apologia ao uso de drogas ilícitas, mas nunca presenciei evidentemente.


Preguiça


Preguiça é não querer trabalhar. Todos temos o direito de descansar mas também temos de trabalhar para sustentar nossas famílias. O preguiçoso foge às suas responsabilidades e só causa problemas. A Bíblia avisa que o preguiçoso acaba ficando pobre, mas o diligente será recompensado.


Além dos “MAV” profissionais, os remunerados, que não trabalham e recebem basicamente por serem filiais do “gabinete do ódio”, existe muitos “MAV” que estão pendurados no setor público, que trabalham pouco, sem vontade e às vezes nem trabalham. Ficam nas redes sociais atuando como milícias virtuais.


Este é o mundo religioso “MAV”, o mundo do faça o que eu digo mas não faça o que eu faço!

Copyright © 2020 de Jair Lorenzetti Filho. Todos os direitos reservados. Este site ou qualquer parte dele não pode ser reproduzido ou usado de forma alguma sem autorização expressa, por escrito, do autor.

Copyright © 2020 de Jair Lorenzetti Filho. Todos os direitos reservados. Este site ou qualquer parte dele não pode ser reproduzido ou usado de forma alguma sem autorização expressa, por escrito, do autor.