REDES SOCIAIS CHICANEIRAS!

Com Machine Learning, Deep Learning e Big Data eu tenho arquivado tudo sobre nossos usuários, conheço todos os seus interesses e consigo prever e até influenciar suas ações. Porém não me responsabilizo por nada que eles falem ou façam dentro da minha rede mesmo que publicamente...


É basicamente isso que as redes sociais, incluindo os buscadores e sistemas operacionais dos celulares dizem para o poder judiciário quando questionadas sobre seus conteúdos e ações de seus usuários (neste sentido significa que eles são clientes, funcionários e produtos ao mesmo tempo).


A cara de pau das redes sociais em “menosprezar” o poder de seus algoritmos, quando não é para ganharem dinheiro, assumirem suas responsabilidades e subestimar nossa inteligência é inacreditável.

Como eu já disse todo o modelo de negócio deles é baseado em Pós-Verdade, já que a mesma sempre atraiu muita audiência, mesmo com outros nomes, muito antes da internet. Basta pesquisar a temática e o sucesso da séria de televisão X Files (Arquivo X), a forma original do jornal Folha de São Paulo, o Notícias Populares, O pé grande, o triângulo das Bermudas, discos voadores, Igrejas Evangélicas, o monstro do lago Ness, o terraplanismo, novelas, a loira do banheiro, a Guerra dos Mundos e todos o tipo de informações sem comprovação possíveis. O povo gosta de “conspirações”.


Porém ao contrário das outras mídias, onde era mais caro e regulamentado para atuar, nas redes sociais qualquer compadre bêbado de bar de esquina e qualquer comadre fofoqueira de cabelereira de barro viraram News capazes de serem ressonadas em todo o planeta. Alguém se lembra do efeito borboleta?


Enquanto as outras mídias têm responsabilidade sobre as informações que colocam em suas redes, estas empresas de millennials que tiveram sorte, com ambições econômicas sem limites éticos, como Google, Twitter, Facebook e puxadinhos, não se responsabilizam por absolutamente nada que divulgam. Elas utilizam seus usuários, muitos anônimos, como jornalistas, porém, ao contrário de um jornal, no qual os jornalistas nunca não são anônimos, elas julgam não ter responsabilidade legal nenhuma sobre pessoas e conteúdos que divulgam. Já o jornalista e o jornal irão ser acionados judicialmente por quaisquer Pós-Verdades que publicarem.


Este é o mundo que as big techs estão destruindo, já que não constroem absolutamente nada a não ser lucros para seus acionistas e clientes. As redes sociais são verdadeiras rameiras do mundo empresarial.


Precisamos adotar com urgência a certificação digital obrigatória na internet, pois os danos causados por verdadeiros terroristas digitais, na maioria das vezes: anônimos, são imediatos e irreversíveis.


Isso não vai mudar, pelo contrário, vai piorar cada vez mais, pois a população economicamente vem caindo há décadas, bem como as jornadas de trabalho e o home-office nascente vão aumentar cada vez mais o número de pessoas desocupadas prontas para se tornarem “dependentes químicos de dopamina” das redes sociais. É o ópio moderno.


Por contra própria as rede sociais nada farão!

Copyright © 2020 de Jair Lorenzetti Filho. Todos os direitos reservados. Este site ou qualquer parte dele não pode ser reproduzido ou usado de forma alguma sem autorização expressa, por escrito, do autor.